Estilo de Vida  04/10/2016 

Dia do Cachorro

Hoje, 4 de outubro, é o Dia Mundial dos Animais e o Dia do Cachorro

Recebi um convite muito especial da BitCão para contar mais sobre Yuri e a nossa história.

Mudei de cidade quando casei e fui morar em uma casa com um quintal bem grande. Éramos só nós dois começando a nossa vida juntos. Como ficava muito sozinha, passei a querer cada vez mais um cachorrinho para correr naquele quintal enorme e me fazer companhia.

8 meses depois, num domingo, final da copa de 2002, estávamos na casa em que o Yuri nasceu conhecendo ele e os irmãozinhos. Escolhi o mais "malinha" dos 3, o cachorrinho que não parava de morder a barra da minha calça. Ele era o menorzinho, mais pretinho e mais brincalhão.

Tenho poucas fotos do Yuri pequenininho porque nessa época nossa câmera ainda era analógica.

Tenho poucas fotos do Yuri pequenininho porque nessa época nossa câmera ainda era analógica.
Nas duas primeiras fotos ele devia ter uns 6 meses. A última é de uma vez que ele foi passear no rancho da família do Bruno.

A história é batida, mas ele me escolheu e eu escolhi ele ♡

Na casa da minha mãe sempre tivemos cachorro, então eu já sabia como era cuidar e as responsabilidades que vem junto com um filhote. Aqui em casa a maioria das responsabilidades é minha, porque o Bruno muitas vezes fica fora a trabalho.

Mas quem decide adotar um cachorrinho, tem que ter em mente que está assumindo um compromisso de amar, dar carinho e cuidar por anos.

Isso vale para as coisas simples como alimentar, dar banho, limpar a sujeira, levar para passear, cuidar da saúde... Mas também levar ao vet quando necessário, acordar de madrugada para dar remédio, deixar de viajar se não tiver com quem deixar e ter paciência para educar.

Especialmente em duas fases bem importantes que é quando eles são filhotes e quando já estão velhinhos.

dia-cachorro02

O Yuri foi um filhote terrível! Puxava roupas do varal, roeu o parachoque do carro mais de uma vez, comeu banco de moto, de bicicleta e os estragos só não foram maiores porque nessa época ele só entrava em casa com supervisão xD

Agora ele já tem 14 anos e embora ainda seja MUITO ativo fisicamente, os anos aparecem não só nos pelos branquinhos em volta dos olhos e da boca. Ele teve algumas mudanças de comportamento (chora quando fica sozinho, às vezes fazer xixi no lugar errado...) e também perdeu boa parte da audição. São coisas naturais para os cães mais velhinhos e é nessa hora que a gente tem que ter paciência para entender o momento da vida deles e continuar a dar muito amor e carinho.

dia-cachorro03

Há 14 anos eu ganhei um presentinho peludo que é uma das melhores coisas da minha vida. Além da companhia diária, porque nós somos inseparáveis, ele fez de mim uma pessoa melhor. Não consigo imaginar como teriam sido todos esses anos sem ele.

Foi com ele que aprendi o que é amar alguém incondicionalmente porque aconteça o que acontecer, sei que ele me ama pelo que eu sou e apesar do que eu sou.

dia-cachorro04

Se você está pensando em ter um peludinho, não descarte a possibilidade de adotar. Os abrigos estão lotados de cachorrinhos esperando para ter uma casa e o carinho de uma família.

Seja responsável pela sua escolha e aguente a consequência: uma vida muito mais feliz ao lado de uma amizade que dura toda a vida ♡

,
Leia Também

Deixe seu comentário

04/10/2016 ・ 10:10

Awwn que gracinha!
Eu me identifiquei bastante com as situações. Meu cachorro também fará 14 no fim do mês.
Ele teve algumas mudanças no comportamento, principalmente ao ficar sozinho. Estou dando biofloral e ajudou bastante. Mas está velhinho, e a cada ano que passa precisamos ser mais e mais pacientes com ele.
Uma graça ver o Yuri bebê e agora depois de crescidinho! hehe
Beijos

06/10/2016 ・ 11:38

Que postagem mais cheia de amor. Nossa, é muito bom ter um bichinho como companheiro. É preciso ter responsabilidade mas a satisfação e felicidade que eles nos trazem é maravilhosa. =]
Beijinhos ♥

Letícia
06/10/2016 ・ 20:01

Amei o post! O Yuri é lindo demais e você uma pessoa maravilhosa. Os animais são os melhores companheiros para a vida toda.