Resenha: Perdida – Carina Rissi

Em 22.03.2016   Arquivado em Livros

Perdida Perdida
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus Editora
Páginas: 364
5 estrelas

Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam.

Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke.

Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

Perdida é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.

Não sei se vocês já leram algum livro ou viram filmes da era medieval, com aquelas mulheres usando vestidos exuberantes, super armados, cheios de babados, com mais e mais tecidos brilhantes e coloridos e imaginaram como seria ter nascido naquela época, vivido naquele tempo? Eu já imaginei como seria, e se tivesse uma máquina do tempo eu até gostaria de conhecer e claro, depois de ler Perdida, eu tenho certeza que só iria usufruir se fosse apenas uma visita.
Porque olha só, imagina uma garota do século XXI ir parar no século dezenove? Sem eletricidade, sem tecnologia, sem toda a facilidade que a ciência nos trouxe e afins? É por tudo isso que a Sofia passou e mais um pouco. Esta é a proposta do livro, nos proporcionar esta experiência e ver isto através da Sofia, uma garota do nosso tempo, e a história e todo o drama vivido pela personagem é muito boa e convincente.

Olhei para o Ian como uma idiota, tentando entender o pé de alface e sua conotação. Então uma gargalhada histérica explodiu de minha boca, não pude evitar.
Pé de alface como papel higiênico! Sem agrotóxicos ainda por cima! Os ecologistas iriam adorar essa ideia. Totalmente biodegradável!

Sofia pág. 57

Sofia é uma moça independente, prática e objetiva, que vive sozinha, tem seu próprio apartamento e emprego, mas com algumas pendências e traumas em sua vida pessoal. Uma viciada nas facilidades que a tecnologia nos proporciona e que de repente se vê em um outro século, tendo que acostumar-se com costumes e cultura diferentes, etiqueta, protocolos e pessoas totalmente distintas do tempo dela. E uma dessas pessoas é o charmoso e lindo Sr. Ian Clarke, um rapaz encantador, amigo e muito responsável que está sempre à disposição para Sofia, sempre disposto a ajudá-la. Juntos tentam achar uma maneira de Sofia voltar para o seu verdadeiro lugar, mas o coração prega uma peça e eles terão que lidar com os sentimentos de um para com o outro.

Ian concordou com a cabeça e fez uma mesura com o braço. Era tão surreal! Eu tinha a impressão de que, a qualquer momento, o senhor Darcy em pessoa sairia de alguma daquelas portas de madeira acompanhando Lizzy Bennet.
– Senhorita? – chamou ele, quando eu já estava alguns passos à sua frente.
– Que foi? – eu me virei para ver o que tinha feito de errado desta vez, pelo tom reprovador que ouvi em sua voz.

Sofia e Ian pág. 85

E a forma como ela lida com todas as diferenças nos faz pensar como seria a nossa própria reação no lugar dela. Em alguns momentos Sofia se mostrava muito resistente e teimosa, como por exemplo, quando ela insistia em falar gírias, sabendo claramente que pessoas de 1830 não entenderiam, ela me irritava no começo, mas depois eu me tornei solidária com a personagem que é muito guerreira e não espera as coisas caírem do céu, ela vai em busca do que quer com muita determinação.

– Beleza! – Ele me olhou confuso. Ah! – Beleza, bacana, joia. – Ainda confuso, Suspirei. – Que ótimo!

Sofia e Ian pág. 85

O livro é muito divertido, com passagens hilárias. É um frescor de livro, uma leitura leve. E se você sempre quis saber como seria ser teletransportada para outro século, o livro é um guia e tanto.
Estou louca pelas duas continuações, mas tenho uma pilha de livros esperando antes de comprar outros :(

Beijinhos.

Instagram #1 – Jan/16

Em 04.02.2016   Arquivado em Variados

Instagram Janeiro 2016

Se eu vou manter a tradição e postar corretamente todo mês as fotinhos do Instagram?! Não sei!! 😛

Depende de como será o mês em questão de fotos. Mas estou iniciando este tipo de post porque já faz um tempinho que quero começar, mas sempre posterguei.

Só falando no geral das fotos de janeiro:

Fotinhos de opções de comidas mais saudáveis porque comecei o processo de reeducação alimentar e dieta, depois temos gelato do Bacio di Latte que é muito bom e não tem conservantes, os toys do Snoopy (queria praticamente todos, mas não deu :( ), livrinho A namorada do meu amigo, que foi um presente que dei a mim mesma para comemorar o dia do leitor ;), completei as canetas azuis point 88 da Stabilo, o famoso lanche de mortadela do Mercadão de São Paulo, uma foto instantânea tirada em uma cabine, fotinhos de comprinhas da Liberdade e o bolo de maracujá que meu irmão e cunhada trouxeram para cantar parabéns para mim no domingo passado. :)

Comprinhas na Liberdade e Daison Japan

Em 27.01.2016   Arquivado em Variados

Comprinhas

Esses dias atrás fui apresentar a Liberdade para minha irmã. Foi um dia muito gostoso, comemos em um dos lugares que mais gosto por lá, compramos muitas coisinhas fofas, algumas comidinhas e depois fomos ao Shopping Boulevard Tatuapé, pois queríamos passar na Daiso Japan também.

Minha irmã ficou encantada com tudo na liberdade, aqueles semáforos e lojas com estrutura típicas, e com o Mercado Marukai que tem várias comidinhas importadas do Japão (só estou um pouco espantada, cada vez que vou lá as coisas estão mais caras, “bendito” dólar alto). ^^”

Marukai

salgadinhos

balas

biscoitos

A seguir, itens de papelaria como post-it (Amo *.*), decotapes, fita decorativa (Daiso), marca-página e o famoso cofrinho de “Yakult”, a maioria dos itens eu comprei em uma lojinha na Liberdade que é um das minhas favoritas por causa do preço, ela tem praticamente todos os itens que tem nas outras lojas, mas o preço é mais em conta. Fica na Rua Galvão Bueno, quase em frente ao hospital Bandeirantes.

Papelaria

Canecas:

Canecas

Essas Mason Jar Vintage (canecas potes) com certeza foram o ganho do dia, sério, eu paguei somente R$ 16,00 em cada uma delas, e eu mal acreditei pois já tinha visto no AliExpress e eu sabia que o preço era bem mais caro, depois fui conferir e achei de R$ 50,00 à R$ 62,00, AQUI e AQUI. Finalmente comprei uma Mason Jar e não precisei deixar meu fígado na loja. =P A verde é minha e a vermelha da minha irmã.

Mason Jar

Não consegui pegar muito bem na foto, mas vem grafado “Refreshing, Ice cold drink”. 😉

Comidinhas

Comidinas

Não arrisquei em muitas coisas diferentes não, só compramos estas comidinhas. Eu estava louca para experimentar esses suquinhos.

Comprinhas da Daiso

Para quem não sabe, a Daiso Japan é uma lojinha de R$ 1,99 do Japan, mas aqui no Brasil cada item custa R$ 6,99. Tem muitas coisas fofas por lá, desde coisas de jardim, banheiro, lavanderia, cozinha e papelaria. Eu não sei quantas lojas tem no Brasil, são poucas, e estou mega feliz porque descobri que vai abrir uma unidade em um shopping próximo de casa, que fica só 15 minutos de distancia. \o/

Copras Daiso

Os itens de papelaria são meus e minha irmã comprou estes hashis e essa bolsinha térmica para garrafinhas. Toda vez que vou lá tem novidades lindas. Site da Loja Aqui.

Parece que são poucas coisas e que não gastamos muito, mas depois que contabilizamos, descobrimos que gastamos muito mais que pretendíamos, é bom ir na Liberdade com uma graninha boa, porque sempre tem muita coisa interessante.

Beijos.

Página 1 de 4712345... 47Próximo