Fotografia  17/09/2017 

Review da Sony a6300

Troquei de câmera há quase 3 meses e a demora para fazer esse review foi proposital. Queria usar a câmera no dia-a-dia para poder listar os prós e contras baseados na minha experiência.

Escolhi a Sony a6300, ela tem um sensor APS-C, 24MP de resolução, filma em 4k, tem Wi-Fi, 425 pontos de foco e pesa apenas 404 gramas.

Assim como minha câmera anterior (Lumix G7), a Sony a6300 é uma mirrorless. Diferente das câmeras DSLRs, uma câmera mirrorless não tem espelho e pentaprisma, isso permite que sejam câmeras menores e mais leves.

Leve e compacta

O corpo é feito em liga de magnésio e talvez por isso não passe a sensação de ser frágil e de que pode quebrar facilmente.

As especificações completas podem ser vistas aqui: sony.com.br/a-6300

Sony a6300 x Lumix G7

É difícil não fazer a comparação entre a a6300 e a G7. Primeiro porque são modelos concorrentes e segundo porque a G7 foi minha câmera anterior.

Panasonic Lumix G7 x Sony a6300

Listei alguns prós e contras da a6300 em relação a G7:

Prós

- Tamanho: a a6300 é mais compacta.

- Sensor maior: APS-C x Micro 4/3.

- ISO: melhor performance em baixa luz.

- Auto foco: infinitamente mais rápido (tanto que na época do lançamento foi considerado o auto foco mais rápido do mundo) e a precisão é algo que também me impressionou. Para quem como eu faz vídeos sozinha, isso faz muita diferença.

- Cabo de alimentação: pode ser usada ligada na tomada.

- Maior oferta de lentes e acessórios no Brasil. Não tem a mesma oferta que uma Canon por exemplo, mas como estamos falando de mirrorless, acho que a Sony ganha das outras marcas nesse quesito.

- Assistência técnica: até onde sei a Lumix não tem aqui no Brasil, diferente da Sony que tem uma até aqui na minha cidade (Taubaté/SP).

Contras

- Cor: Esse é um ponto que pra mim é importante embora gosto seja uma coisa muito pessoal. Acho as cores da Sony muito puxadas para o verde/azul. Sinto falta dos tons mais quentes da Canon e da Panasonic.

- Mais cara: $998.00 x $598.00

- Bateria: dura menos que a da Lumix G7 (comparação de baterias originais em ambas).

- Visor: Não possui touch screen e não vira para frente. Do visor retrátil algumas vezes sinto falta. A tela touch achei que seria um problema, mas em dois dias eu já tinha me acostumado com os botões e não tentava mais selecionar as funções com o dedo na tela.

- App: Não gostei da interface do app. Na G7, bastava ligar o Wi-Fi da câmera, abrir o app no celular e ele já estava pronto para o uso. Na sony, você tem que habilitar o Wi-Fi, navegar pelo menu até achar o app para habilitar e só depois fazer o mesmo no celular. É chato, demorado o app é pesado e acabo por não usar, infelizmente.

- Aquece no 4K: algumas pessoas que usam a câmera para fins profissionais alegam que a a6300 aquece quando grava em 4K após cerca de 25 minutos ininterruptos. Como uso a minha para takes bem mais curtos, nunca tive esse problema.

As duas são leves, compactas, tem uma nitidez difícil de encontrar nas DSLRs com o mesmo valor e uma lista maior de recursos como focus peaking, botões personalizáveis, time lapse, 4K em 30fps e 1080 em 60fps, indicador de nível eletrônico, etc...

Tanto uma quanto a outra tem prós e contras. A G7 pelo preço tem um excelente custo x benefício, mas o tamanho do sensor e a dificuldade para encontrar lentes e acessórios pode ser um problema para muitas pessoas.

Lente 35mm

Comprei a câmera com a lente do kit (16-50mm f/3.5-5.6 OSS) porque acho importante ter uma lente mais versátil (para alguma ocasião específica) sem gastar muito.

Mas desde que comprei a 35mm f/1.8 OSS, não tenho mais usado a lente do kit.

Depois de ter outras câmeras e algumas lentes, acho que pela primeira vez comprei uma lente que valeu o investimento, vai me atender nas fotos e vídeos e não vou precisar de outras.

A 35mm tem abertura 1.8 e é OSS, ou seja, é uma lente com estabilização.

Assim como a Canon e Nikon, a Sony também tem a 50mm 1.8 em duas versões: uma para full frame sem estabilização e outra para o APS-C estabilizada.

Quem tem uma 50mm em um sensor cropado sabe a dificuldade que é fazer fotos e vídeos em espaços apertados, por isso dessa vez eu escolhi uma 35mm e não me arrependo. Pela primeira vez acho que vou conseguir ficar com apenas uma lente que me atenda em qualquer ocasião.

Logo que comecei a usar a 35mm fiquei impressionada com a nitidez das fotos mesmo em aberturas maiores como 1.8. Além da qualidade da construção da lente, acredito que a estabilização ajuda bastante.

A única coisa que me incomoda nessa lente é que em grandes aberturas como 1.8 até mais ou menos 2.2, ela tem uma aberração cromática absurda.

Eu nem sou muito de ficar procurando esse tipo de "defeito" em foto, mas nesse caso é algo tão descarado que o difícil é não notar. Claro que isso pode ser facilmente resolvido no Lightroom, mas acho que é válido ser mencionado.

Ainda assim, recomendo a compra, pela versatilidade, por ser uma lente clara, ter estabilização e ótima nitidez.

Sony 35mm f/1.8 OSS
f 1.8 | 1/2000 | ISO 100
Exemplo de aberração cromática bastante visível.

Sony 35mm f/1.8 OSS
f 1.8 | 1/60 | ISO 2500

Sony 35mm f/1.8 OSS
f 1.8 | 1/60 | ISO 125

Sony 35mm f/1.8 OSS
f 1.8 | 1/4000 | ISO 100

Sony 35mm f/1.8 OSS
f 1.8 | 1/4000 | ISO 100

Tanto a câmera quanto a lente comprei pelo mercado livre. Para quem mora em SP, no Shopping Boulevard na Paulista tem preços até melhores. No meu caso como teria que gastar indo para SP e o valor empataria, achei mais cômodo comprar online.

Sony a6300

, , , ,
Leia Também

Deixe seu comentário

18/09/2017 ・ 11:53

Amei as fotos desse post e a comparação… Morro de vontade de comprar uma mirrorless mais levinha e compacta pra andar sempre comigo pro blog e canal… A DSLR acaba sendo mega pesada, né?
Beijos!